logo

ISSN 2362-2024
versão online
ISSN 0328-9796
versão impressa

Instruções aos autores

 

Escopo e política

 

Anales del Instituto de Arte Americano e Investigaciones Estéticas “Mario J. Buschiazzo” (doravante Anales del IAA) é uma publicação anual que surgiu em 1948 como instrumento de difusão das pesquisas sobre a histórias da cidade, a arquitetura e design, que preferentemente fazem referência à América Latina.
Dentre esses temas, incluem-se trabalhos que coloquem o foco em questões epistemológicas ou metodológicas, ou no tratamento de problemáticas específicas como resultado de pesquisas concluídas ou em curso que realizem contribuições originais à disciplina ou campo e sejam aceitas pelo Comitê Editorial da publicação. Dada a natureza dos campos disciplinares que são a especialidade da Revista, será dada especial ênfase na ponderação daqueles textos que, além de se basearem em pesquisas rigorosas, ofereçam reflexões críticas, interpretações originais ou questionamentos inovadores, e estiverem comprometidos com o estudo da história e design, em suas diferentes vertentes, contribuindo a construir e consolidar suas bases epistemológicas e aumentando o campo do conhecimento.
Convida-se ao envio de manuscritos enquadrados dentro dos objetivos e escopo anteriormente mencionados. Cada trabalho recebido será avaliado mediante um processo de arbitragem duplo-cego, mediante o qual dois especialistas vão determinar se sua publicação for viável. Os artigos enviados devem constituir material original no idioma de publicação. Essa condição, bem como a transferência dos direitos de publicação, devem ser registradas em nota assinada pelo autor ou autores.
O idioma principal da Revista é o espanhol, mas também são aceitos artigos originais em inglês, francês e português para sua avaliação. Se aceitos, eles devem ser traduzidos ao espanhol. Em todos os casos, os artigos devem ser acompanhados de um resumo (aproximadamente 150 palavras) em espanhol e inglês (abstract) e, ao menos, quatro palavras-chave em espanhol e inglês (keywords).
Autores e editoriais também são convidados a apresentarem suas publicações para que sejam tratadas nos comentários críticos ou “Recensões” de Anales del IAA, desde que se encaixem dentro das temáticas e objetivos mencionados. O autor ou editor poderá encaminhar um exemplar do livro e, prévia avaliação, Anales del IAA convidará um especialista a redigir a correspondente recensão. Também podem ser recebidas recensões já feitas, seguindo o mesmo procedimento que no caso dos artigos.

Anales del IAA está indexada no Diretório de Publicações Periódicas de Latindex. Foi também incorporada ao Núcleo Básico de Revistas Científicas Argentinas, integrado atualmente por 193 revistas científicas. O Núcleo Básico de Revistas Científicas Argentinas é um projeto do Conselho Nacional de Pesquisas Científicas e Técnicas (CONICET) que estabelece um conjunto de publicações científicas e tecnológicas argentinas nos diferentes campos do conhecimento, submetidas a uma aprofundada avaliação com definidos critérios únicos de qualidade e transcendência.
 

 

Forma e preparação de manuscritos

 

Os manuscritos serão enviados em folhas tamanho carta ou A4, em triplicado e com margens amplas. Cada folha deve ser numerada. Os artigos poderão ter uma extensão máxima de 6000 palavras e uma mínima de 3000. As resenhas de livros deverão ter entre 500 e 1000 palavras, incluindo notas e bibliografia. Gráficos e ilustrações, se houver, devem se ajustar ao referido no texto e não devem superar a proporção do texto escrito. O editor reserva-se o direito de diminuir a quantidade de ilustrações, prévio acordo com o autor.
Envio eletrônico: em primeira instância, para avaliação, pode ser entregue cópia impressa, CD ou DVD, ou enviar o arquivo por correio eletrônico. São aceitos arquivos em Microsoft Word. Serão enviados ao correio eletrônico indicado em cada convocatória, com o assunto “Anales del IAA”.

• Procedimentos de aceitação e política de avaliação:
A aceitação de um manuscrito para a sua publicação envolve a transferência dos direitos autorais à Revista. Os autores conservam o direito de usar o material em livros ou futuras publicações, e de aprovar ou vetar a republicação de seu trabalho, bem como os direitos derivados de patentes ou outros.
A análise de cada artigo será realizada por dois avaliadores especializados que darão conselho sobre sua publicação. Os avaliadores são, de preferência, professores e doutores pertencentes a instituições de pesquisa nacionais e internacionais, ou autores com pós-graduação que tenham publicado mais de dois artigos na Revista.
A revisão dos avaliadores é duplamente cega, de modo que a identidade dos autores fique oculta para os avaliadores e vice versa.
Os nomes e endereços de correio eletrônico informados nesta Revista serão exclusivamente usados para os propósitos declarados por esta Revista e não estarão disponíveis para nenhum outro propósito ou pessoa.
Como critérios de avaliação serão considerados o interesse do tema, a profundidade e inovação em seu tratamento, o conhecimento do estado de coisas, o diálogo com a bibliografia mais relevante e atualizada, a unidade, clareza, coerência, imparcialidade e rigor argumentativo, adequação do título, resumo e palavras-chave, equilibrada extensão do texto e das notas e a qualidade literária.
Os autores serão notificados sobre a aceitação, rejeição ou necessidade de revisão do manuscrito, juntamente com os comentários dos avaliadores. Uma vez aceito o artigo, para a instância de publicação será pedida uma cópia impressa e um CD ou DVD com o arquivo de texto e os arquivos dos gráficos em separado. Após a publicação, o autor receberá dois exemplares da revista.
Nota: aqueles manuscritos que não se ajustarem às normas descritas neste documento serão devolvidos a seus autores, para a realização das alterações necessárias prévias à avaliação.
• Dados a serem incluídos e questões tipográficas gerais:
Logo após o título do trabalho --indicado em espanhol e inglês--, e juntamente com o nome do autor, será indicada a instituição ou organismo a que pertence, endereço e correio eletrônico. No caso de vários autores, será mencionada uma única contraparte epistolar. No final do artigo será proporcionada uma breve nota biográfica de cada autor, que inclui formação acadêmica (graduação e pós-graduação), afiliação institucional (âmbito universitário ou aquele em que desempenhar sua pesquisa e docência). Também poderá incluir aquelas publicações relevantes e/ou recentes que quiser indicar (até três).
O texto deve ser escrito com fonte Arial 11, espaçamento simples e sem sangria. As seções são encabeçadas com subtítulos, não com números. Os subtítulos de primeira ordem são indicados em negrito, os de segunda ordem em itálico e aqueles de terceira ordem, se houver, em caracteres normais. As palavras ou expressões a serem enfatizadas estão entre aspas, e as palavras estrangeiras e títulos de livros estão em itálico.
Qualquer outro detalhe não indicado será resolvido conforme as Normas APA (American Psychological Association), acessível na seção publicaciones / Anales, da página do IAA (www.iaa.fadu.uba.ar ).
• Citações e referências bibliográficas:
As citações textuais de menos de 40 palavras são incluídas no mesmo parágrafo, identificando o texto citado por meio de aspas duplas. As aspas simples apenas são utilizadas para uma citação dentro de outra citação. As citações textuais de mais de 40 palavras são escritas em parágrafo separado, sem aspas e com sangria (francesa ou com indentação). É aconselhável fazer citações na língua de origem. Se ela for diferente do idioma do artigo, deverá ser incluída a tradução a seguir, entre colchetes.
A remissão bibliográfica é feita mediante o sistema autor-data, com o sobrenome do autor seguido do ano de publicação e o número de páginas, tudo entre parênteses, por exemplo (Bohm, 1968, p.140). Ocasionalmente pode resultar apropriado indicar o nome do autor fora do parênteses, como fazendo parte da frase, a fim de que o discurso resulte mais fluído. Estas referências são utilizadas quando uma citação ou paráfrase for feita.
Notas: As notas podem ser utilizadas quando se quiser estender ou adicionar um comentário sem que isso interrompa a continuidade do discurso. Não são utilizadas notas para referenciar a bibliografia. A remissão a notas é indicada no texto mediante um sobrescrito. A seção que contém as notas está localizada no final do manuscrito, antes das referências bibliográficas.
Figuras e tabelas: As figuras podem ser desenhos ou fotografias. Para a instância de avaliação, enviar os gráficos e tabelas em papel ou em formato eletrônico com baixa resolução incluídos no arquivo Word. Arquivos eletrônicos ou cópia em papel de qualidade apta para reprodução como originais (que serão devolvidos aos autores logo após a publicação), cópias laser ou fotografias em papel brilhante serão solicitados apenas para a instância de publicação da versão final do artigo.
Para a etapa de publicação, os arquivos eletrônicos aceitos para gráficos e figuras (imagens em geral) são JPG e TIFF, com uma resolução de 300 dpi ao tamanho final de impressão (recomenda-se não encaminhar arquivos menores a 18 x 18 cm). As figuras devem ser em preto e branco. Os gráficos não devem se inserir no arquivo .doc nesta segunda etapa.
As tabelas podem ser feitas em Word ou Excel. Se houver material gráfico protegido por copyright, ele tem que contar com a devida autorização escrita e ser apresentada juntamente com o manuscrito.
Tanto as figuras como as tabelas são numeradas e têm epígrafes explicativas que indicam a fonte. Devem ser apresentadas em separado, indicando o número da figura com traço inferior, seguido do nome do autor.
Referência bibliográfica: é a lista de bibliografia que corresponde a referências textuais. As fontes que não aparecerem referenciadas no texto, mas cuja leitura complementar for recomendada, devem ser indicadas sob o título “Bibliografia”.
A referência bibliográfica será estruturada por ordem alfabética segundo os sobrenomes dos autores, como indicam os exemplos a seguir:
Livros:
Sobrenome do autor, iniciais do nome. (Ano de publicação). Título do livro. Cidade, País: Editorial.


Ortiz, R. (1996). Otro territorio. Bernal, Argentina: Universidad Nacional de Quilmes.

Vários títulos do mesmo autor: se for arrolada mais de uma obra do mesmo autor, elas devem ser dispostas cronologicamente, partindo da mais antiga, sem se repetir o sobrenome nem o nome.
Caso sejam citadas várias obras publicadas em um mesmo ano por um mesmo autor, as posteriores à primeira devem se identificar com a adição de uma letra por ordem alfabética. Por exemplo: 1984a, 1984b, etc.


Ortíz de Zevallos, A. (1982). Abajo el funcionalismo. Y arriba, ¿qué? (I). El Mirador de Lima. Debate16 (ed.), 71-76.
---------------------- (1982b). Abajo el funcionalismo. Y arriba, ¿qué? (II). Debate18 (ed), 69-72.

Tradução: se usada uma edição traduzida, o nome do tradutor ou tradutores, bem como todos os dados da edição traduzida devem ser colocados entre parênteses . 
Reedição: se a edição utilizada não for a original, prévio ao ano da edição utilizada, deve se indicar entre colchetes o ano da edição original. Esse é o ano que se referencia no texto.
Sobrenome do autor, iniciais do nome. ([Ano original] ano da edição utilizada). Título do livro. (Nome e sobrenome do/s tradutor/es, Trads.). Cidade, País: Editorial.


Benjamin, W. ([1982] 2005). Libro de los Pasajes (L. Fernández Castañeda, I. Herrera y F. Guerrero, Trads.). Madrid, España: Akal.

Vários autores: no caso de mais de dois autores, separa-se por vírgulas. Se houver mais de dois autores, separam-se os nomes com vírgula, e entre o penúltimo e o último escreve-se “y”. Quando forem menos de seis autores, todos eles devem ser nomeados. Nas citações no texto, todos os nomes são indicados quando mencionados pela primeira vez e, nas posteriores, o sobrenome do primeiro autor seguido da frase “et al”, sem itálica. Quando existirem sete autores ou mais, esse recurso será utilizado da primeira menção.


El término inteligencia emocional lo utilizaron por primera vez Salovey y Mayer en 1990 (Álvarez Manilla, Valdés Krieg y Curiel, 2006).
En cuanto al desempeño escolar, Álvarez Manilla et al. (2006) encontraron que la inteligencia…

Artigo publicado em antologia ou capítulo de um livro:
Sobrenome do autor, iniciais do nome. (Ano). Título do artigo-capítulo. En Nome e Sobrenome do editor (Ed.), Título do livro. (pp. xx-xx). Cidade, País: Editorial.


Yapita Moya, J. y Miracle, A. (1981). Time and Space in Aymara. En M.J. Hardman (Ed.), TheAymara Language in the Social and Cultural Context. (pp. xx-xx). Florida, EE.UU: University of Florida.

Artigo publicado em uma revista:
Sobrenome do autor, iniciais do nome. (ano). Título do artigo. Nome da Revista, 00 (0), xx-xx.


Bonilla, E. (2002). Lo nuestro, lo ajeno lo apropiado. Arquitextos. FAU-URP 14 (ed), 28-35.

Artigo publicado em jornal:
Sobrenome do autor, iniciais do nome. (Ano, dia e mês). Título do artigo. Nome do jornal, pp. xx-xx.


Schwartz, J. (1993, 30 de septiembre). Obesity affects economic, social status. The Washington Post, pp. A1-A4.

Palestra publicada nas atas de um congresso: o modelo é semelhante, mas devem se incluir local e data em que foi realizado o congresso. Observe-se no exemplo que o ano que aparece logo após o autor é o ano em que foi realizado o congresso, uma vez que o ano de publicação pode ser posterior.
Sobrenome do autor, iniciais do nome. (ano). “Título da palestra”. Em Título do Congresso, Cidade, País: Instituição.


Benedetti, A. (2002). “Susques: de ‘Despoblado’ a ‘Pórtico de los Andes’. Transformaciones territoriales en la frontera norte argentino-chilena (siglo XX)”. En IV Coloquio sobre Transformaciones Territoriales: Sociedad, Territorio y Sustentabilidad: perspectivas desde el Desarrollo Regional y Local, Montevideo, Uruguay: Universidad de la República.

Teses inéditas:
Sobrenome do autor, iniciais do nome. (ano). Título da Tese. (Tese de doutorado inédita). Cidade, País: Instituição.


Benedetti, A. (2005). Un territorio andino para un país pampeano: Geografía histórica del Territorio de Los Andes (1900-1943). (Tesis doctoral inédita). Buenos Aires, Argentina: Universidad de Buenos Aires.

Material inédito: especifica-se a origem.


Pando, H. (1966). Carta personal del 30 de julio de 1966. Archivo familia Pando.

Autores antigos: são utilizadas as abreviaturas “a.” (ante), “p” (post), “c” (circa), “i.” (Inter) ou “s.f.” (sem data).


Herodoto ([i. 484 a.C.- 425 a.C] 1945) Los nueve libros de la historia. Bartolomé Pou (Trad.). Buenos Aires, Argentina: Librería Perlado.

Artigos disponíveis na internet: se o artigo estiver publicado em papel e on-line, consignar os dados correspondentes, bem como a página de internet juntamente com a data da consulta.


MayansPlanells, J.  (2002). Metáforas ciborg. Narrativas y fábulas de las nuevas tecnologías como espacio de reflexión social. En Josep Esquirol (Ed.), Tecnología, ética y futuro. (pp. 521–534). Bilbao, España: Descleé. Consultado el 18/07/2007 en http://cibersociedad.org/archivo/articulo.php?art=24.

Se o artigo estiver apenas on-line, indicar os dados correspondentes, bem como a página de internet juntamente com a data da consulta.


Duarte Nunes, E. . (1995). Sobre la historia de la salud en el Brasil. Consultado el 6/11/2010 en http://www.bvs.sld.cu/revistas/his/vol_1_95/his08195.htm.

• Originalidade e declaração do autor

Todos os escritos enviados para a sua publicação em Anales del IAA, tanto artigos como recensões, devem ser completamente inéditos. Enquanto eles estiverem no processo de avaliação ou de edição, não podem ser encaminhados para nenhuma outra publicação.

Para certificar o caráter de originalidade, os autores dos artigos enviados para a sua avaliação e posterior publicação em Anales del IAA devem acompanhá-los de uma Declaração assinada que ateste que:

O autor certifica que o artigo é original e inédito, e não foi enviado a outras publicações, impressas ou eletrônicas, argentinas ou de outros países.

O autor aceita a cessão de seus direitos autorais para a publicação, conservando-os para publicações posteriores, uma vez produzida sua aparição em Anales del IAA.

O autor certifica que as imagens que acompanham o artigo contêm a correspondente autorização de seus proprietários.

O autor reconhece que Anales del IAA é alheia a toda responsabilidade legal e/ou econômica que possa ser reclamada por terceiros por sobre a propriedade intelectual dos textos e das imagens.

  • Declaração de ética e boas práticas de publicação:

 

A equipe editorial de Anales del IAA tem um compromisso com a comunidade científica para garantir a ética e qualidade dos artigos publicados. Nossa Revista tem como referência o Código de conduta e boas práticas (http://publicationethics.org/files/Code_of_conduct_for_journal_editors.pdf), definido pelo Comitê de Ética em Publicações (COPE) para editores de revistas científicas. Ao mesmo tempo, garante uma resposta adequada às necessidades dos leitores e autores, assegurando a qualidade do publicado, protegendo e respeitando o conteúdo dos artigos, bem como a sua integridade. O Comitê Editorial compromete-se a publicar as correções, esclarecimentos, retratações e desculpas quando for preciso.

Em conformidade com estas boas práticas, Anales del IAA tem um sistema de seleção de artigos, revisados por avaliadores especializados. Anales garante a todo momento o sigilo do processo de avaliação, o mútuo anonimato dos avaliadores e autores, o conteúdo avaliado, o parecer circunstanciado exarado pelos avaliadores e qualquer outra comunicação emitida pelos conselhos editorial, assessor e científico, se fosse necessário. Da mesma forma, será conservado o sigilo perante possíveis esclarecimentos, reclamações ou queixas que um autor pudesse encaminhar aos comitês da Revista ou aos avaliadores do artigo.

Anales del IAA declara seu compromisso pelos respeito e integridade dos trabalhos já publicados. Por esse motivo, o plágio é estritamente proibido e aqueles textos forem identificados como plágio ou cujo conteúdo for fraudulento serão eliminados da Revista, se já publicados, ou não serão publicados. A Revista agirá nestes casos com a maior celeridade possível. Após aceitar os termos e acordos consignados por nossa Revista, os autores garantem que o artigo e os materiais a ele associados são originais e não violam direitos autorais. Também deve se declarar, se existir uma auditoria compartida, o consenso pleno de todos os autores envolvidos.
 

 

Envio de manuscritos

 

Já possui um Login / o / Proceedings da senha IAA?
IR PARA IDENTIFICAÇO

Precisa de um nome de usuário / a / senha?
IR PARA INSCRIÇO

Você deve se registrar e login para submissão de documentos online e verificar o status dos embarques.

 

 

[Home] [Sobre esta revista] [Corpo editorial] [Assinaturas]


© 2015 Universidad de Buenos Aires. Facultad de Arquitectura y Urbanismo . Instituto de Arte Americano e Investigaciones Esteticas Mario J. Buschiazzo.
Calle Intendente G�iraldes s/n Ciudad Universitaria, Pabellon III Piso 4�
(C1428EGA) . Buenos Aires
Argentina

Tel.: (+54-11) 4789-6270
Fax: (+54-11) 4789-6270
http://www.iaa.fadu.uba.ar/ojs/index.php/anales/
iaa@fadu.uba.ar

SciELO Argentina URL: http://www.scielo.org.ar/scielo.php?script=sci_serial&pid=2362-2024&lng=es&nrm=iso