ISSN 1851-3743
versão online
ISSN 0327-9286
versão impressa

Instruções aos autores

 

Escopo e política

 

Acta Toxicológica Argentina (Acta Toxicol. Argent.), (ISSN. 153279286) é o orgão especial de difusão científica da Associação de trabalhos originais, livros, comunicações, actualizações ou revisões, tema de divulgação, comentários bibliográficos, notas técnicas e cartas ao editor. Igualmente serão publicadas notícias relacionadas com diferentes campos da Toxicologia.
Acta Toxicológica Argentina (em adelante "Acta") publicará contribuições em espanhol, português e inglês. Todas serão avaliadas por dois revisores; a seleção deles será atribuição exclusiva do Comité Editorial. Este processo determinará que o mencionado Comité opte por eliminar, aceitar com alterações ou aceitar para publicação o trabalho submetido para sua consideração. Em todos os casos os autores receberão cópia sem assinatura da opinião dos avaliadores.

 

 

Forma e preparação de manuscritos

 

As contribuições científicas originais enviadas à consideração da Acta deverão ajustar-se à seguinte estrutura básica:
• Página 1: título, subtítulo nomes completos do ou dos autores, laboratório ou instituição onde se realizou o trabalho; endereço postal completo, incluindo código postal, telefone e fax; autor ao qual toda a correspondência deverá ser dirigida.
• Página 2: título do trabalho em espanhol, português em inglês; resumos de até 250 palavras, em espanhol, português e em inglês. Três, quatro palavras-chaves em espanhol, português e em inglês.
• Página 3 em seguida: o Introdução, Material e Métodos, Resultados, Discussão, Conclusão, Bibliografia indicada, Títulos de llustrações e Quadros com legendas. A extensão máxima destes aportes não deverá superar 8 (oito) páginas. O texto devera ser escrito com PC em papel tamanho A4 com espaço duplo, com margens superior, inferior e esquerda de 4 cm. Deverão ser enviados 3 jogos.
Junto con as cópias do manuscrito, os autores deverão enviar uma versão em disquete (de 3 1/2"), em um dos seguintes processadores de texto: WORD for MS-DOS, WORD for MACINTOSH, WORD PERFECT for MS-DOS. Caso os revisores recomendem revisão do trabalho, a nova versão também deverá ser acompanhada de uma cópia em disquete e 3 jogos do texto em papel.
As comunicações breves deverão respeitar um formato semelhante ao indicado para as contribuições científicas. O texto não necessariamente será dividido nas panes indicadas (Introdução, Material e Métodos, etc.); não obstante, deverá conter em forma concisa a informação que corresponde a estas partes. A extensão desta categoria de aportes não deverá superar 3 (tres) páginas.
As revisões, actualizações e temas de divulgação deverão ser o mais conciso possível e sua extensão não excederá de 6 (seis) páginas. Sua redação deverá contemplar leitores com formação científica, porém, estranhos ao tema.
Considerar-se-ão preferentemente as revisões solicitadas pelo Comité Editorial.
Os comentários bibliográficos serão contribuições solicitadas pelo Diretor.
O autor deverá emitir uma opinião fundamentada sobre o trabalho submetido à sua consideração. Além disso, deverá incluir a seguinte informação: título em edioma original, autores, edição considerada, tradutor, editorial e respectivo lugar, o livro ou volume, número de páginas e ano da edição.
Será claramente indicado o nome do comentarista, instituição à qual pertence e endereço completo. O
texto não poderá ocupar mais que 2 (duas) páginas.
As notas técnicas referir-se-ão exclusivamente a modificações de métodos, determinação dos respectivos erros etc. Sua extensão não ultrapassará 2 (duas) páginas; ao final deverão constar os dados que identifiquem claramente os autores.
As cartas do editor serão textos de extensão não superior a 200 palavras e terão o caráter de correspondência científica relacionada com textos publicados anteriormente. Autor ou autores serão devidamente indicados.
Solicita-se aos autores que tenham em conta as seguintes normas ao prepararem seus manuscritos:
• Em todos os casos dever-se-á consignar noângulo superior direito de cada folha o sobrenome do autor ou do primeiro autor e o número correlativo que corresponde, inclusive as páginas com quadros.
• No caso de substâncias químicas, se adotará como referencia prioritária as normas da IUPAC.
• Os organismos serão denominados segundo as normas internacionais, indicando sem abreviaturas o gênero e a espécie em itálico ou sublinhados.
• As ilustrações (fotografias, gráficos) devem ser confeccionadas com materiais de alta qualidade, com técnicas que possibilitem sua reprodução sem tratamentos especiais. E aconselhável que este material tenha as dimensões de Acta; os autores devem ter em comta que, nos caso de ilustrações nas quais seja necessário proceder a sua redução, o tamanho das letras, números e outros elementos devem ter dimensões maiores para que a nitidez não seja afetada depois da impressão.
• Serão enviados um jogo de originais e duas cópias. Cada uma das ilustrações deverá levar no verso, escrito com lápis suave, o número que Ihe corresponda, nome do primeiro autor e mediante uma seta será indicada a posição superior. Os títulos irão em folha separada.
• Os custos adicionais que possam produzir-se pela edição do referido material ficarão a cargo do autor.
• Os quadros e suas legendas serão apresentados em forma individual, em folhas separadas, identificadas segundo numeração arábica, segundo a ordem em que apareçam no texto. A localização preferida do quadro no texto será indicada mediante uma seta. Os quadros localizar-se-ão no final de cada manuscrito.
• As referências bibliográficas serão indicadas por números correlativos segundo se apresentem no texto: por exemplo, "A separação das isoenzimas foi feita por electroforese de acordo com a técnica de Dietz e Lubrano (4)".
• No caso de mencionar artigos de mais de dois autores, será indicado o sobrenome do primeiro seguido da expressão e ou: o "Castañé e ou (5) foram os primeiros em ..."
• As referências bibliográficas serão agrupadas segundo o título "Bibliografia citada"; a lista será organizada segundo os números correspondentes. O formato das citações é o seguinte:
• Artigo em publicação peródica: o "Malla Reddy, P. and Bashamohideen M. (1989). Fenvalerate and Cypermethrin induced changes in the haematological parameters of Cyprinus carpio. Acta Hidrochim. Hydrobio. 17(1), 101-107."
• Livro: "Dix, H.M. (1981), Environmental pollution. John Wiley & Sons, New York, 286 pp."
• As abreviações do nome das revistas serão as que el as mesmas indiquem no texto.
• Qualquer modificação excepcional das normas estipuladas que os autores solicitem será conside rada pelo Diretor.
• As provas de impressão serão enviadas ao autor indicado como receptor da correspondência.
• As mesmas serão revistadas e devolvidas dentro de 48 horas após recebidas.
• O autor indicado receberá 10 separatas sem despesa. O excedente solicitado sobre essa quantidade será custeado por ele ou demais autores; a quantidade solicitada deverá ser comunicada ao Editor no momento de devolver as provas de impressão.

 

 

Envio de manuscritos

 

Toda a correpondencia relativa à Acta Toxicológica Argentina deverá ser dirigida ao Comité Editorial, Alsina 1441, Of. 302 - (1088) Buenos Aires, Argentina. Telefax: ++54-11-4381-6919. Solicita-se troca com outras publicações tematicamente afins com a Acta Toxicológica Argentina.

 

 

[Home] [Sobre esta revista] [Corpo editorial] [Assinaturas]


© 2009 Acta Toxicológica Argentina

Alsina 1441 Of. 302
(C1088AAK) Ciudad Autónoma de Buenos Aires
República Argentina

Tel.: (54-11) 4381-6919
Fax: (54-11) 4381-6919

www.ataonline.org.ar/
ata@dd.com.ar

SciELO Argentina URL: http://www.scielo.org.ar/scielo.php?script=sci_serial&pid=1851-3743&lng=es&nrm=iso