logo

ISSN 1851-3751
versão online
ISSN 0327-5752
versão impressa

Instruções aos autores

 

Escopo e política

 

Memoria americana recebe: a) artigos originais referidos a etnohistória, antropologia histórica ou história colonial da América (com uma extensão de até 25 páginas), b) resenhas de livros cuja temática esteja relacionada com a da revista (com uma extensão de até 3 páginas), c) discussões sobre artigos publicados previamente na revista (com uma extensão de até 10 páginas). Em todos os casos, o número de páginas inclui notas, quadros, figuras e bibliografia.

Os manuscritos serão submetidos a uma avaliação acadêmica de pelo menos dois consultores que sugerirão ao Comitê Editorial se os manuscritos podem ser aceitos sem modificações, se requerem modificações ou se devem ser rejeitados. O/os autor/es poderão realizar correções ao trabalho por única vez. Se na opinião do CE essas correções não cumprirem com as sugestões feitas pelos avaliadores externos, o trabalho poderá ser rejeitado. Ao serem enviados para sua avaliação, deverão cumprir indefetivelmente as normas que se indicam a seguir.
 

 

Forma e preparação de manuscritos

 

Todas as colaborações deverão ter o seguinte formato:
- Devem estar escritas com espaçamento entre linhas 11/2 em todas as seções, em folhas numeradas, de tamanho A4. A fonte deve ser Arial, tamanho 12 e as margens inferior e superior de 2,5 cm e esquerda e direita de 3 cm.
- Ordem das seções:
1) Título em maiúsculas, centralizado, sem sublinhar.
2) Autor/es, na margem direita, com uma chamada (do tipo *) indicando local de trabalho e/ou instituição acadêmica a que pertence(m) e endereço eletrônico.
3) Resumo de aproximadamente cento e cinqüenta palavras em espanhol e em inglês. Palavras-chave em espanhol e em inglês, até quatro.
4) Texto, com subtítulos primários na margem esquerda, em maiúsculas sem sublinhar; subtítulos secundários na margem esquerda, em minúsculas e cursiva.
Cada subtítulo estará separado do texto anterior por três espaçamentos entre linhas e do texto seguinte por espaçamento entre linhas duplo. Os parágrafos serão separados com espaçamento entre linhas duplo e não haverá recuo no início de cada um. A margem direita pode ser justificada ou não, mas as palavras não devem ter separação em sílabas. A barra espaçadora deve ser usada apenas para separar palavras. Para tabular, usar a tecla correspondente. A tecla "Enter", "Intro" ou "Return" só deve ser usada ao finalizar um parágrafo, quando se faz ponto à linha. Não sublinhar. Serão escritas em cursiva as palavras em latim ou em línguas estrangeiras, ou frases que o autor julgue necessário destacar. Ora bem, é aconselhável não abusar deste recurso, nem do uso de aspas e/ou de palavras em negrito.
As tabelas, quadros, figuras e mapas não serão incluídos no texto, mas, em cada caso, será indicada sua localização no mesmo. Serão numerados segundo a ordem em que devam aparecer no texto, com seus títulos e/ou epígrafes apresentados em folha separada. Para os epígrafes, um arquivo específico será criado. As figuras e mapas devem levar escala, e estar em formato jpg ou tif em 300 dpi. Não devem exceder as medidas de caixa da publicação (12 x 17 cm), e devem estar citados no texto.
As referências bibliográficas irão no texto seguindo o sistema Autor ano. Exemplos:
* (Rodríguez 1980) ou (Rodríguez 1980, 1983) ou (Rodríguez 1980a e 1980b) ou "como Rodríguez (1980) afirma, etc.".
* Serão citados até dois autores; se forem mais de dois, será indicado o primeiro autor e se colocará et al. Na lista bibliográfica aparecerá o nome de todos os autores.
* Citações com páginas, figuras ou tabelas: (Rodríguez 1980: 13), (Rodríguez 1980: figura 3), (Rodríguez 1980: tabela 2), etc.
É preciso observar que não se usa vírgula entre o nome do autor e o ano.
As citações textuais de até três linhas serão incluídas no texto, entre aspas, com a referência (Autor ano: página). As citações textuais de mais de três linhas devem ser escritas em parágrafos com recuo à esquerda, tabulado, e estarão separadas do resto do texto por espaçamento entre linhas antes e depois, não se utilizam aspas nem início nem no final. No final da citação textual se mencionará (Autor ano: páginas). Não utilizar nota para este tipo de referência bibliográfica.
As notas de rodapé devem ser feitas com o correspondente comando do processador de textos que o autor utilizar. Não devem aparecer no final do arquivo de texto nem é necessário criar um arquivo separado para elas.
5) Agradecimentos.
6) Bibliografia citada. Todas as referências citadas no texto e nas notas devem aparecer na lista bibliográfica e vice-versa.
A lista bibliográfica deve ser alfabética, ordenada segundo o sobrenome do primeiro autor. Dois ou mais trabalhos do mesmo autor serão ordenados cronologicamente. Trabalhos do mesmo ano serão ordenados adicionando uma letra minúscula: a, b, c, etc.
Será respeitada a seguinte ordem:
Autor/es
Data. Título. Publicación volume (número): páginas. Lugar, Editora.
Observe: o ponto vai depois do ano. Devem ir em cursiva os títulos de livros ou os nomes das publicações. Não se deve colocar aspas nos títulos de artigos ou capítulos de livros. Não devem ser usadas as palavras “volume”, “tomo” ou “número”, deve ser colocado diretamente o número de volume, tomo, etc. Tampouco deve ser usada a abreviatura “pp.” para indicar páginas, devem ser colocados os números das páginas, separados por travessão.
Se o autor o julgar importante, poderá citar entre colchetes a data de edição original da obra em questão, sobretudo no caso de viagens e/ou memórias. Eis um exemplo de citação no texto: Lista ([1878] 1975), e deverá coincidir com a forma de citação na lista de bibliografia.
Exemplo de lista bibliográfica:
Ottonello, Marta e Ana M. Lorandi
1987. 10.000 años de Historia Argentina. Introducción a la Arqueología y Etnología. Buenos Aires, EUDEBA.
Presta, Ana M.
1988. Una hacienda tarijeña en el siglo XVII: La Viña de "La Angostura". Historia y Cultura 14: 35-50.
1990. Hacienda y comunidad. Un estudio en la provincia de Pilaya y Paspaya, siglos XVI-XVII. Andes 1: 31-45.
Eidheim, Harald
1976. Cuando la identidad étnica es un estigma social. Em Barth, F. (comp.); Los grupos étnicos y sus fronteras: 50-74. México, FCE.

Só depois de serem lidos pelo Comitê Editorial para controlar o cumprimento destas normas editoriais e dos requisitos mínimos de um trabalho científico, os escritos poderão ser enviados para sua avaliação externa. Solicita-se aos autores a aceitação do princípio de autorizar correções estilísticas que facilitem a leitura dos artigos sem alteração do conteúdo. Nesses casos, serão devidamente informados.
 

 

Envio de manuscritos

 

Os manuscritos que sejam enviados para sua eventual publicação na MACE, devem ser apresentados em papel e em suporte informático em um processador de textos compatível com Windows. Deverão ser dirigidos ao endereço postal da revista e ao e-mail do Comitê Editorial na sua versão definitiva, com nomes, endereços, telefones e endereço de correio eletrônico do/dos autor/es.

Comitê editorial
Revista de la Sección Etnohistoria del Instituto de Ciencias Antropológicas. Facultad de Filosofía de la Universidad de Buenos Aires
Puán 480, piso 4°, of. 416. C1406CQJ Buenos Aires, Argentina. Fax: +54 11 4432 0121
e-mail:macecomite@yahoo.com
 

 

[Home] [Sobre esta revista] [Corpo editorial] [Assinaturas]


2014 Facultad de Filosofía y Letras

Universidad de Buenos Aires
Puán 480, piso 4, of. 416.
C1406CQJ - Ciudad Autónoma de Buenos Aires
República Argentina

Tel.:(54 11) 4432-0606 int. 143
Fax: (54 11) 4432-0121

www.filo.uba.ar/
memoriaamericana@yahoo.com.ar

SciELO Argentina URL: http://www.scielo.org.ar/scielo.php?script=sci_serial&pid=1851-3751&lng=es&nrm=iso