logo

ISSN 0325-7541
versão impresa
ISSN 1851-7617
versão online

Instruções aos autores

 

Escopo e política

 

A Revista Argentina de Microbiología é uma publicação trimestral editada pela Asociación Argentina de Microbiología e destinada à divulgação de trabalhos científicos nas diveras áreas da Microbiologia. A Asociación Argentina de Microbiología se reserva os direitos de propriedade e reprodução do material aceito e publicado.

Tipos de contribuição. A Revista Argentina de Microbiologia aceita: artigos originais, relatórios breves, artigos especiais, imagens microbiológicas, editoriais e suplementos.
Os artigos originais são trabalhos de pesquisa completos e devem ser apresentados respeitando as seguintes divisões: Introdução, Materiais e Métodos, Resultados, Discussão, Agradecimentos e Bibliografia. É admitida a apresentação de Resultados e Discussão como uma seção conjunta.
Os relatórios breves são trabalhos de menor extensão, entre os que se incluem casuísticas, casos clínicos e descrições de técnicas ou dispositivos novos apoiados por trabalhos experimentais concludentes. Deverá ser omitida a divisão do texto em seções e o manuscrito não poderá exceder as oito páginas, com um máximo de quinze citações bibliográficas e três tabelas ou figuras.
Os artigos especiais são atualizações ou consensos de grupos de trabalho acerca de temas de grande interesse no âmbito regional ou internacional. Seus autores devem ser especialistas na matéria e o texto deve incluir uma ampla e atualizada revisão bibliográfica.
Recentemente, a Revista Argentina de Microbiologia incorporou a seção imagens microbiológicas. As contribuições enviadas para esta seção podem corresponder a fotos de bactérias, fungos, parasitas ou vírus, tomadas de exames a fresco ou com colorações, e observadas sob microscopia óptica, eletrônica ou de fluorescência. Também se admitem outras imagens fotográficas, por exemplo, microorganismos em meios de cultura, lesões ilustrativas em pacientes ou em animais de experimentação; imagens radiográficas e ecográficas, de tomografias computadorizadas, de ressonâncias magnéticas nucleares, etc. Estas imagens de grande valor didático e não necessariamente excepcionais, devem estar acompanhadas de um texto explicativo e de flechas indicadoras, quando corresponder. O conjunto não deve exceder uma página impressa.
Em todos os casos se exigirá excelente qualidade fotográfica, de forma a ser possível a fiel reprodução da imagem enviada. A versão eletrônica (que sempre se deverá entregar, além da impressa) se realizará no formato jpg, com alta resolução.
Os editoriais tratam tópicos de grande atualidade e particular relevância para a comunidade científica especializada na Microbiologia. A oportunidade e autoria dos editoriais, bem como seus lineamentos gerais, ficam exclusivamente a critério do Comitê Editorial.
Os suplementos correspondem a extensas revisões de um tema específico realizadas por uma ou várias sociedades científicas ou universidades, ou aos resumos das contribuições efetuadas no âmbito de eventos científicos organizados pela Associação Argentina de Microbiologia, ou alguma de suas Divisões ou Filiais (comunicações orais, posters, conferências, mesas redondas, etc.), realizados por editores convidados.
As propostas temáticas dos suplementos e seus lineamentos gerais deverão ser aceitos pelo Comitê Editorial.
A revisão dos manuscritos correspondentes a suplementos será efetuada por revisores escolhidos pelo Comitê Editorial (extensas revisões) e por editores convidados (resumos de eventos). O suplemento deverá ser financiado na sua totalidade pela entidade que organizou a reunião científica, a que levará em conta que o suplemento se deverá distribuir entre todos os sócios da Associação Argentina de Microbiologia e todos os participantes do evento. Com relação à edição, o suplemento deverá respeitar exatamente o formato e o estilo da Revista Argentina de Microbiologia em todos seus aspectos (capa, tipo de papel, impressão, tabelas, figuras, fotos, etc.), tal como se descreve nas instruções aos autores. Os suplementos correspondentes aos resumos dos eventos devem incluir nesta ordem: lista dos membros do Comitê Editorial da Revista Argentina de Microbiologia, dados de apresentação do evento (título completo, lugar e data), índice (em espanhol e em inglês), agradecimentos, lista das autoridades do evento e mensagem/s do/dos presidente/s. A seguir, serão apresentados os resumos numerados a partir do número um e com números arábicos. No final do suplemento deve ser incluído o Índice alfabético de autores e as instruções para os autores da Revista Argentina de Microbiologia, em espanhol e em inglês. O programa esquemático do evento só poderá ser incluído sob a forma de tríptico volante no interior do suplemento.
A Revista Argentina de Microbiologia apóia as políticas para registro de ensaios clínicos da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do International Committee of Medical Journal Editors (ICMJE), reconhecendo a importância dessas iniciativas para o registro e divulgação internacional de informação sobre estudos clínicos, em acesso aberto. Em conseqüência, somente serão aceitos para publicação, a partir de 2007, os artigos de pesquisas clínicas que tenham recebido um número de identificação em um dos Registros de Ensaios Clínicos validados pelos critérios estabelecidos pela OMS e ICMJE, cujos endereços estão disponíveis no site do ICMJE. O número de identificação deverá ser registrado no final do resumo.
 

 

Forma e preparação de manuscritos

 

Os manuscritos poderão ser redigidos em espanhol ou em inglês, mas o Comitê Editorial estimula os autores a redigirem os trabalhos em inglês para favorecer sua divulgação e leitura internacionalmente. Os autores cuja primeira língua não seja o espanhol deverão enviar os manuscritos em inglês. Os artigos originais, relatórios breves e artigos especiais incluirão dois resumos de até 200 palavras. O primeiro estará redigido no idioma utilizado no trabalho, e o segundo, no outro idioma, começará com o título completo do trabalho. Evitar nos resumos as abreviaturas e as citações bibliográficas.
Os manuscritos poderão ser enviados por correio eletrônico ou em CD-ROM. As folhas deverão estar numeradas correlativamente, e o texto será escrito deixando grandes margens, em espaço duplo, com um tamanho mínimo de letra de 12 pontos. As letras em negrito ou itálica serão usadas só quando corresponder.
Na primeira página se indicará: título do trabalho (só a primeira letra em maiúscula, o resto em minúscula),iniciais dos nomes e sobrenomes completos de todos os autores; lugar de trabalho (nome da instituição e endereço postal), se houvesse autores que pertencem a diferentes lugares de trabalho, serão colocados superíndices numéricos (não entre parênteses) junto com os nomes, de modo a identificar cada autor com seu respectivo lugar de trabalho; fax e/ou correio eletrônico do autor responsável pela correspondência (que se indicará com um asterisco em posição de superíndice colocado ao lado do nome) e título abreviado do trabalho, de até 50 caracteres, para cabeça de página.
Na segunda página se incluirão os dois resumos, seguido cada um deles de uma lista de três a seis palavras-chave, no idioma correspondente.
Introdução. Incluirá antecedentes atualizados do tema em questão e os objetivos do trabalho definidos com clareza. As citações bibliográficas deverão ser escolhidas muito cuidadosamente e não se deverá realizar uma exaustiva revisão do tema.
Materiais e Métodos. Constará a descrição dos métodos, aparelhos, reagentes e procedimentos utilizados, com o suficiente detalhamento como para permitir a reprodução dos experimentos.
Resultados. Serão apresentados através de uma das seguintes formas: no texto, ou mediante tabela/s e/ou figura/s. Serão evitadas as repetições e se destacarão somente os dados importantes. A interpretação mais extensa será feita na seção Discussão.
As tabelas serão apresentadas em folha separada, numeradas consecutivamente com números arábicos, encabeçadas com um título explicativo, com as legendas e/ou esclarecimentos, fossem necessários, na parte inferior. As chamadas para os esclarecimentoss na parte inferior serão feitas utilizando números arábicos entre parênteses e superíndice. Só as bordas externas da primeira e da última fila e a separação entre os títulos das colunas e os dados serão marcados com linha contínua. Não se marcarão as bordas das colunas.
As figuras serão apresentadas em folha separada, numeradas consecutivamente com números arábicos. Os desenhos deverão estar em condições que assegurem uma adequada reprodução. Os gráficos de barras, pizza ou estatísticas deverão ter o formato gif. Os números, letras e signos terão as dimensões adequadas para serem legíveis quando se fizerem as reduções necessárias. As referências dos símbolos utilizados nas figuras deverão ser incluídas dentro da mesma figura e não no texto da legenda.
As fotografias deverão ser realizadas a cores ou em preto e branco, com bom contraste, em papel brilhante e com uma qualidade suficiente para assegurar uma boa reprodução. Os desenhos originais ou as fotografias terão no verso os nomes dos autores e o número de ordem escritos com lápis. As legendas das figuras se apresentarão reunidas em uma folha separada, ordenadas numericamente. A versão eletrônica deverá ser realizada no formato jpg, com alta resolução.
Tanto as figuras quanto as fotografias deverão ser legíveis e não deverão superar os 580 píxeles de largura. As abreviaturas deverão ser explicitadas depois de sua primeira menção no texto. As unidades de medida se expressarão seguindo as normas do Système International d´Unités.
Discussão. Serão enfatizados os aspectos mais importantes e novos do estudo, e se interpretarão os dados experimentais com relação ao que já foi publicado. Constarão as conclusões a que se chegou, evitando a reiteração de dados e conceitos já apresentados nas seções anteriores.
Agradecimentos. Devem ser apresentados em um tamanho de letra menor e em um parágrafo único.
Bibliografia. As citações bibliográficas se escreverão em folha separada e serão apresentadas em ordem alfabética de autores, numeradas correlativamente, utilizando números arábicos (não usar o formato lista, opção de Word). No texto, as citações aparecerão com números entre parênteses, em correspondência com o número que constam na bibliografia. As referências a comentários pessoais e a trabalhos inéditos deverão ser mencionadas como comunicação pessoal, escrito entre parênteses. Quando o número de autores de uma citação for superior a seis, os nomes dos seis primeiros deverão ser seguidos pelo marcador et al.
Para as referências serão respeitados os seguintes modelos:
a. Publicações periódicas
Héritier C, Poirel L, Lambert T, Nordmann P. Contribution of acquired carbapenem-hydrolyzing oxacillinases to carbapenem resistance in Acinetobacter baumannii. Antimicrob Agents Chemother 2005; 49: 3198-202.
Os títulos das revistas serão abreviados conforme o Index Medicus (a lista pode ser obtida em http://www.nlm.nih.gov).
b. Capítulos de livros/módulos
Ruoff KL, Whiley RA, Beighton D. Streptococcus. En: Murray PR, Baron EJ, Jorgensen JH, Pfaller MA, Yolken RH, editors. Manual of Clinical Microbiology. Washington D.C., ASM Press, 2003, p. 405-21.
c. Apresentações em congressos ou outros eventos científicos
Aguilar M, Punschke K, Touati D, Pianzzola MJ. Estudios fisiológicos y genéticos en la bacteria sulfato reductora Desulfoarculus baarsii. Terceras Jornadas Rioplatenses de Microbiología, 1997, Resumo J2, p. 102, Ciudad Autónoma de Buenos Aires, Argentina.
d. Apresentações em congressos ou outros eventos científicos reproduzidas dentro de um suplemento publicado pela Revista Argentina de Microbiología
Fellner MD, Correa RM, Durand K, Teyssié AR, Picconi MA. Análisis del ADN circulante de virus Epstein-Barr (EBV) en pacientes inmunosuprimidos con y sin linfomas asociados. VIII Congreso Argentino de Virología, Resumen 10416. Rev Argent Microbiol 2005; 37 Supl 1: 95.
e. Institucionais
Clinical and Laboratory Standards Institute. Disk diffusion. Performance standards for antimicrobial susceptibility testing; 15th informational supplement, 2005; M100-S15. Wayne, Pa, USA.
Apresentação do CD-ROM. O CD-ROM com a versão eletrônica da contribuição enviada deverá ter uma etiqueta ou rótulo indicando: o nome do trabalho, o programa e a versão usados para elaborar o texto, as figuras e as fotografias; e o nome dos arquivos que contém.
Recomendações. Incluir todo o texto do artigo em um único arquivo; no caso de haver imagens, elas devem ser enviadas em arquivos separados; digitar as maiúsculas, os espaços entre palavras, as itálicas e o negrito tal como se quer que resultem no impresso; não dar espaços antes e depois dos subtítulos; justificar o texto; para fazer as colunas nas tabelas, usar a tecla de tabulação e não a barra espaçadora. Antes de enviar um manuscrito, é recomendável consultar algum exemplar recente da RAM; deste modo será possível verificar se foram seguidas as normas de formato e estilo requeridas e, eventualmente, efetuar as modificações necessárias.
Custo da página. Por cada página publicada se cobrarão $ 50, ou $ 150 se ela incluir fotos coloridas (Argentina, sócios da AAM), $ 100 ou $ 300 (Argentina, não sócios da AAM) e U$S 40 ou U$S 120 (outros países).
Separatas. Serão entregues 25 separatas de forma gratuita.

 

 

Envio de manuscritos

 

Os manuscritos deverão ser enviados ao Comitê Editorial da Revista Argentina de Microbiología, Deán Funes 472, (C1214AAD) Ciudad Autónoma de Buenos Aires, Argentina, e acompanhados de uma carta conforme o seguinte modelo:
Comitê Editorial da Revista Argentina de Microbiología:
No meu caráter de autor responsável (a quem deve ser dirigida a correspondência) declaro que os demais autores acordaram que eu os represente frente à RAM com relação ao envio do manuscrito “…Título…”, e são responsáveis junto comigo pelo conteúdo deste trabalho. O trabalho não foi publicado previamente (e tampouco outro com conteúdo similar) nem está sendo considerado em outra revista para sua publicação. Além disso, manifesto a minha conformidade em outorgar os direitos de cópia (copyright), uma vez concretizada a publicação, à Revista Argentina de Microbiología.
O material será analisado pelo Comitê Editorial e submetido à consideração de dois árbitros científicos designados para cada caso. O Comitê Editorial se reserva o direito de rejeitar aqueles manuscritos cujos conteúdos se superpõem total ou parcialmente com trabalhos já publicados, ou aqueles cuja temática não se corresponde com a da Revista Argentina de Microbiología. Reserva-se também o direito de efetuar as modificações gramaticais ou literariás que julgar necessárias.

 

 

[Home] [Sobre esta revista] [Corpo editorial] [Assinaturas]


2014 Asociación Argentina de Microbiología

Dean Funes 472
(C1214AAD) - Ciudad Autónoma de Buenos Aires
República Argentina
Tel. / Fax (54-11) 4932-8858 / 8948

logo
www.aam.org.ar
info@aam.org.ar

SciELO Argentina URL: http://www.scielo.org.ar/scielo.php?script=sci_serial&pid=0325-7541&lng=es&nrm=iso