SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.46 número2Parámetros bioquímicos, hematológicos e produtividade de coelhos alimentados com dietas normoproteica e hipoproteicaEstudo de dois sistemas de transporte para manter a viabilidade de bactérias de interesse clínico índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

  • Não possue artigos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Bookmark


Acta bioquímica clínica latinoamericana

versão impressa ISSN 0325-2957

Resumo

VELIZ, María Angélica et al. Quantificação de ferro hepático por espectrometria de absorção atômica com vaporização eletrotérmica. Acta bioquím. clín. latinoam. [online]. 2012, vol.46, n.2, pp. 221-228. ISSN 0325-2957.

Foi estudado o depósito de ferro (Fe) em tecido hepático de indivíduos saudáveis e de indivíduos com doenças crônicas do fígado, sendo todos adultos entre 46 e 70 anos. A quantificação de ferro foi realizada através da Técnica de Espectrometria de Absorção Atômica com Vaporização Eletrotérmica (ET AAS). As amostras de fígado obtidas por biópsia hepática foram pesadas e submetidas à digestão ácida. Simultaneamente foram realizados testes de recuperação do analito fortificando as amostras e o branco de reagente com o acréscimo de um padrão de Fe. A quantificação foi realizada através de uma curva de calibragem (com padrões entre 10 e 50 mg/L). Mediram-se áreas de pico a 248,3 nm usando como fonte uma lâmpada de cátodo oco. Os resultados obtidos das amostras correspondentes a indivíduos sadios foram inferiores a 1.000 µg/g de tecido seco, e os valores correspondentes a indivíduos com doenças crônicas do fígado resultaram superiores, entre 1.800 a 7.835 µg/g de tecido seco. Foi observada uma relação direta entre a concentração de ferro em tecido hepático com o grau de depósito deste metal, pelo qual o desenvolvimento da metodologia ET AAS permitiu quantificar a sobrecarga de ferro e calcular os valores obtidos associados a diferentes hepatopatias.

Palavras-chave : Ferro; Sobrecarga de ferro; Fígado; Espectrometria de absorção atômica.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Espanhol     · pdf em Espanhol