SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.51 issue1Levetiracetam determination in human serum by liquid chromatography with diode array detectionImmune complexes IgM-modified ApoB100 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Acta bioquímica clínica latinoamericana

On-line version ISSN 1851-6114

Abstract

GONZALEZ, Lucas et al. Imunoserologia e métodos moleculares para o diagnóstico de Chagas: revisão sistemática rápida. Acta bioquím. clín. latinoam. [online]. 2017, vol.51, n.1, pp. 63-74. ISSN 1851-6114.

Visando a aumentar a precisão do diagnóstico, a Organização Mundial da Saúde recomenda executar dois ou mais testes imunoserológicos para o diagnóstico na fase crônica da doença de Chagas. O objetivo deste trabalho foi fazer uma revisão sistemática rápida sobre o desempenho de técnicas imunoserológicas e métodos moleculares na população em geral. Foram identificados 178 estudos dos quais se incluíram nove. Técnicas de ELISA mostraram a maior sensibilidade (82-98%) e especificidade (96-100%). Métodos rápidos apresentaram valores de sensibilidade e especificidade de 88-93% e 97-100%, respectivamente enquanto que os métodos moleculares (PCR) tinham níveis extremamente variáveis de sensibilidade (22-92%) e especificidade (70-100%). Estes resultados mostram que as técnicas de ELISA possuem sensibilidade e especificidade adequadas. A PCR, bem como os métodos rápidos, mostrou grande variabilidade nos resultados, principalmente devido à heterogeneidade das técnicas e profusão de métodos desenvolvidos de modo in house.

Keywords : Chagas; Diagnóstico; Sensibilidade; Especificidade; Reação em cadeia da polimerase; Ensaio imunoenzimático ELISA; Imunofluorescência indireta; Hemaglutinação indireta.

        · abstract in English | Spanish     · text in Spanish

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License