SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 issue44History of the Educational Sciences Faculty in Parana (Argentina) (1920-1973)Relations with "the other": d'Orbigny and Darwin at the Paraná River author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

  • Have no cited articlesCited by SciELO

Related links

  • On index processCited by Google
  • Have no similar articlesSimilars in SciELO
  • On index processSimilars in Google

Bookmark


Ciencia, docencia y tecnología

On-line version ISSN 1851-1716

Abstract

GIACCAGLIA, Mirta A et al. Razão moderna e alteridade: A interculturalidade como resposta. Cienc. docencia tecnol. [online]. 2012, n.44, pp. 111-135. ISSN 1851-1716.

A razão ocidental, na Modernidade, instituiu formas de pensar, sentir e fazer baseadas em idéias de progresso linear e ilimitado e na ciência como conhecimento legítimo, con base no Estado burguês, esperando garantir o bem-estar e a liberdade. Mais tarde, os genocídios e os totalitarismos mostraram que a fé em algumas certezas e determinismos só conduzia à impossibilidade de convivência e à falta de um reconhecimento recíproco. Por isso, em tempos contemporâneos só fica apostar numa política sem fundamento na trascendência, onde a alteridade comova o que pretenda estabilizar-se, e o acontecimento fortuito defina os termos de construção e projeção de um futuro. A perspectiva intercultural, desde uma prudência marcada pelos erros da confiança cega num modelo único, pode contribuir para pensar as múltiplas maneiras de reconstrução de um mundo mais habitável, num contexto de enorme desenvolvimento das tecnologias.

Keywords : Filosofia política; Modernidade; Alteridade; Estrangeiridade; Interculturalidade.

        · abstract in English | Spanish     · text in Spanish     · pdf in Spanish