SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.6 número4Estudio preliminar de la miocarditis chagásica aguda experimental y su relación con la administración de esteroides sexualesInsuficiencia cardíaca y depresión: una asociación con resultados negativos índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Articulo

Indicadores

  • No hay articulos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • En proceso de indezaciónCitado por Google
  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO
  • En proceso de indezaciónSimilares en Google

Bookmark


Insuficiencia cardíaca

versión On-line ISSN 1852-3862

Resumen

MARTINEZ, Jimena et al. Anemia afeta a capacidade de exercício, sem comprometer os benefícios da reabilitação cardíaca em pacientes com insuficiência cardíaca. Insuf. card. [online]. 2011, vol.6, n.4, pp. 165-169. ISSN 1852-3862.

Introdução. A Anemia em pacientes com insuficiência cardíaca (IC) crônica é um preditor independente de mortalidade e sua prevalência aumenta com a gravidade da IC. Objetivos. Prospectivamente avaliar o impacto dos níveis de hemoglobina (Hb) na capacidade de exercício de referência e resultados de reciclagem física em pacientes com disfunção sistólica ventricular esquerda. Material e métodos. Foram incluídos 246 pacientes com insuficiência cardíaca de diferentes etiologias, com idade média de 56 ± 12 anos, com fração de ejeção <40%. Foram considerados anêmicos todos os pacientes do sexo masculino com uma Hb <13 g/L, e menos de <12 g/L em mulheres. Todos os pacientes foram submetidos a um programa de treinamento físico em cicloergômetro com uma média de 20 sessões. Resultados. O 55,7% dos pacientes estava anêmico. As taxas de Hb não diferiram antes ou depois do programa de reabilitação em qualquer um dos dois grupos. A presença de anemia afeta negativamente na capacidade de exercício medida pela duração do esforço (5,08 ± 2,4 vs 5,9 ± 2,9 minutos, P=0,001) de carga, máxima (68,3 ± 22,8 vs 80,2 ± 27,7 watts, p=0,0005) ou pico de consumo de oxigênio (14,9 ± 4,4 vs 16,9 ± 5,4 ml/kg/min, P=0,0001). O ganho percentual da capacidade de exercício de treinamento é comparável em ambos os grupos: 20,1 ± 22,1% e 18,9 ± 22,8%. Conclusão. Em pacientes com insuficiência cardíaca, a anemia é responsável por alterações metabólicas, bioquímicas e funcionais, levando a um agravamento da disfunção ventricular esquerda, uma redução de capacidades físicas e, conseqüentemente, a um declínio na qualidade de vida. No entanto, os benefícios de reabilitação são semelhantes em anêmicos e não anêmicos.

Palabras llave : Insuficiência cardíaca; Anemia; Hemoglobina; Capacidade para o exercício de base; Reabilitação.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · pdf en Español