SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.7 número2Rol del bloqueo aldosterónico en la insuficiencia cardíaca post infarto agudo de miocardio índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Articulo

Indicadores

  • No hay articulos citadosCitado por SciELO

Links relacionados

  • En proceso de indezaciónCitado por Google
  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO
  • En proceso de indezaciónSimilares en Google

Bookmark


Insuficiencia cardíaca

versión On-line ISSN 1852-3862

Resumen

PEREIRA, Gelsomina Angelina Martins Costa et al. Segurança e exequibilidade do teste ergométrico em pacientes com insuficiência cardíaca. Insuf. card. [online]. 2012, vol.7, n.2, pp. 51-55. ISSN 1852-3862.

Introdução. A avaliação funcional nos pacientes com insuficiência cardíaca (IC) pode ser feita pela classe funcional da New York Heart Association (NYHA), pelo teste da caminhada dos 6 minutos, pelo teste ergométrico (TE) ou pelo padrão ouro que é o teste cardiopulmonar. Objetivos. Objetivou-se avaliar a segurança e exeqüibilidade do TE em pacientes com IC. Métodos. Foram avaliados 62 pacientes com IC que atingiram as classes funcionais II a IV da NYHA durante a evolução da IC, com forma dilatada e disfunção sistólica, em protocolo de rampa. Resultados. O consumo de oxigênio médio encontrado foi 23,2 ± 5,9 ml.Kg-1.min-1 para pacientes sem betabloqueador (BB) e de 23,7 ± 6,0 com BB (p=0,607). Houve queda na pressão arterial em 30,6% dos pacientes. Os demais apresentaram resposta pressórica normal ou elevação. O índice cronotrópico encontrado foi 77,5± 36,1% nos sem BB e 72,0 ± 31,9 naqueles com BB (p=0,555). Não houve complicação fatal ou evento cardiovascular maior. Conclusão. O TE foi seguro e de fácil execução em pacientes com IC.

Palabras llave : Teste de esforço; Segurança; Insuficiência cardíaca; Exercício físico.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · pdf en Español | Portugués