SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 issue41Enunciacion de la letra: Un ejercicio entre Occidente y OrienteLa banda sonora, su unidad de sentido author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

  • Have no cited articlesCited by SciELO

Related links

  • On index processCited by Google
  • Have no similar articlesSimilars in SciELO
  • On index processSimilars in Google

Bookmark


Cuadernos del Centro de Estudios en Diseño y Comunicación. Ensayos

On-line version ISSN 1853-3523

Abstract

LLANO, José. La notación del intérprete: La construcción de un paisaje cultural a modo de huella material sobre Valparaíso. Cuad. Cent. Estud. Diseño Comun., Ens. [online]. 2012, n.41, pp. 163-181. ISSN 1853-3523.

A paisagem é uma construção cultural, onde a experiência configura-se como marca material. O sujeito e sua interpretação desde a experiência, elaboram um tipo de notação dialógica que finalmente construi um tempo e espaço tal como um produto social. Esta estratégia traça uma construção de lugar mais lá do discurso de praxis ou uma maneira de leitura retórica. O espaço e sua representação material como composição de lugar coloca ao conceito de identidade como um tipo de referente cultural que liga ao signo, ao espaço tectónico e suas formas de apropriação como uma base cultural local. Reconhecer a pertenência como identidade e a interpretação como apropriação constitui um tipo de campo de ação aberta e heterotópica, já que compreende e ubica as diferências como um processo de habitabilidade, de lugaridad em relação ao contexto e o outro; à lenguagem e os modos de assentamento entrecruzando práticas espaciais e tecnocidades como marcas entrópicas. Assim, a notação do intérprete e sua marca material abre um campo de lenguagens.

Keywords : Arquitetura; Espaço; Experiência; Intérprete; Marca; Motação; Paisagem; Urbanismo.

        · abstract in English | Spanish     · text in Spanish     · pdf in Spanish