logo

ISSN 1852-6233
versão online
ISSN 1666-0390
versão impressa

Instruções aos autores

 

Escopo e política

 

BAG. JOURNAL OF BASIC AND APPLIED GENETICS ( Anteriormente Mendeliana) é uma revista publicada pela Sociedade Argentina de Genética dedicada à publicação de artigos originais cobrindo todas as áreas desta ciência em um amplo sentido.

BAG inclui artigos de revisão, trabalhos completos, comunicações  breves, relatório de sequências de ADN e revisões de livros. A extensão de cada um destes manuscritos, incluindo ilustrações e bibliografia deverá ser de não mais de 30 páginas para os artigos de revisão, não mais de 20 páginas para os trabalhos completos, não mais de 5 páginas para as comunicações breves, não mais  de 2 páginas para os relatórios de sequências de ADN e revisões de livros.

BAG se publica em espanhol e em inglês. No entanto se recomenda fortemente a remissão de manuscritos em inglês a fim de permitir a revisão por pares que não sejam hispano falantes.

BAG foi incorporada pelo Conselho Nacional de Investigações Científicas e Técnicas ao Núcleo Básico de Revistas Científicas e Tecnológicas Argentinas (Resolução CONICET Nº 1071/07)

Processo de revisão por pares
Cada artigo recebe ao menos 2 revisões por pares. Procura-se que pelo menos um dos revisores seja não sócio. Com freqüência se solicitam revisões fora do país.

Freqüência de publicação
Atualmente BAG publica por ano um volume constituído por dois números semestrais.
Ainda que a freqüência de publicação mínima esperada seja de dois números por ano, atento à demanda recente dos autores se contempla a possibilidade de que cada volume esteja constituído por 3 números quatrimestrais.

Os artigos de cada número se publicam simultaneamente, tanto na versão impressa como na eletrônica.

Política de acesso aberto
Esta revista fornece acesso livre imediato de seus conteúdos sob o princípio de que o fato de fazer com que os resultados da investigação sejam disponíveis gratuitamente ao público apoia a um maior intercâmbio de conhecimento global.

 

 

 

Forma e preparação de manuscritos

 

Partes do manuscrito

Deverão ordenar-se da seguinte forma:

a.- Título, autor(es) e dependência(s) institucional(is)
b.- Resumo e palavras chave em inglês
c.- Resumo e palabras chave em espanhol
d.- Texto principal
e.- Títulos de quadros e figuras
f.- Quadros e figuras
 
A escritura deverá ser realizada em letra do tipo Times New Roman tamanho 12, a espaço duplo, numerando linhas (em Office Word, entrar em arquivo, configurar página, desenho)  e páginas.

O envio através da editorjbag.envio@gmail.com se compõe de:

1.- Nota(s) ao Editor Geral
2.- Arquivo eletrônico do manuscrito (a, b, c, d, e) em formato .doc, .rtf  ou .odt.
3.- Se corresponde, arquivos eletrônicos de quadro(s) e/ou figura(s) numerada(s) em números arábigos (f).

Os arquivos deverão ser designados utilizando o sobrenome do primeiro autor, seguido de underline e parte correspondente, por ex.: Pérez_texto principal, Pérez_nota1, Pérez_nota2, Pérez_fig1, e assim continuando.

Primeira página

Deverá conter título, autor(es), instituição(ões) à qual pertença e título abreviado.

a.- Título
Deverá ser escrito em letra maiúscula (ressaltada em negrito) e centrado, não devendo exceder 200 caráteres incluindo espaços.

b.- Autores
Deverão escrever o sobrenome completo e inicial(is) com pontos, dos  nome(s) de cada autor, de acordo à ordem de autoria quando são vários autores, em letra maiúscula e centrados, indicando com super-índices a(s) instituição(ões) de pertença, que deverá(ão) mencionar-se a continuação, em letra cursiva.

c.- Título abreviado
Não deverá exceder os 50 caráteres incluíndo espaços.

Segunda Página

d.- Resumo em inglês
     Deverá incluir as mesmas seções do resumo em espanhol.
e.- Palavras chave em inglês.
     Deverão ser equivalentes às  palavras chave em espanhol.

f.- Resumo em español*:
Deverá ser claro e conciso, e incluir introdução, objetivos, materiais e métodos,            resultados principais e conclusão, num máximo de 250 palavras.

g.- Palavras chave em espanhol*:
Entre três e cinco; preferentemente não se deveriam usar palavras que estejam no título principal.

*Nota: Pode-se solicitar ao Editor em Chefe a tradução do resumo e palavras chave em inglês, se a língua materna não é espanhol.

Páginas seguintes

Texto principal

Deverá estar escrito de forma clara e concisa e ser fácilmente entendível por uma ampla audiência. As orações não deverão começar com abreviaturas ou números. Os números de um dígito deverão ser escritos com letras, salvo quando se refiram a resultados de análises estatísticos ou estejam seguidos de unidades de medição (por ej., 2 ml).

Nos trabalhos originais de investigação se deverão incluir as seguintes seções: INTRODUÇÃO, MATERIAIS e MÉTODOS, RESULTADOS, DISCUSSÃO, BIBLIOGRAFIA e AGRADECIMENTOS (se corresponde), em letras maiúsculas ressaltadas em negrito, e à  esquerda. Os subtítulos deverão ser escritos à esquerda, em letra cursiva (sem ressaltar), usando letra maiúscula só para a primeira letra.

As revisões bibliográficas poderão conter sub-títulos (que não devem ser numerados) em lugar das seções, à  esquerda, em letras ressaltadas em negrito.

Referências bibliográficas citadas no texto

Devem incluir só sobrenome(s) do(dos) autor(es) e ano de publicação, e aparecer na seção BIBLIOGRAFIA.

Ejemplos:

(Dimitri, 1978) ou Dimitri (1978)
(Jacob y Monod, 1961) ou Jacob e Monod (1961)
(Morgan et al., 1915) ou Morgan et al. (1915)

As comunicações pessoais só se citarão no texto principal, por ex.: Rodríguez (com. pers.) se o mesmo está escrito em espanhol, e Rodríguez (comm. pers.) se está escrito em inglês.

Abreviaturas
Devem ser descritas a primera vez que se usam. Aquelas mais comuns, como por exemplo h (hora) ou km (kilômetro), podem ser usadas sem explicação.

Pé de página
No possível, se deve evitar.

Unidades físicas, símbolos e abreviaturas
Deverão se regir pelo International System of Units. As unidades que se usem ao longo de um mesmo trabalho, deverão ser uniformes.

Nomes científicos de organismos
Deverão ser escritos em letra cursiva, igual que qualquer outra palavra que não esteja no idioma que se está usando. A primeira vez que se menciona um nome científico dentro de cada seção, deverá fazer-se em forma completa (gênero–espécie–autor–cultura, variedade botânica ou sub-espécie se corresponde). Seguindo, os nomes genéricos poderão ser abreviados mas evitando que se produza confusão quando o nome de dois ou mais gêneros comecem com a mesma letra.

Nomes comuns de organismos
A primeira vez que se mencionam deverão estar acompanhados dos correspondentes nomes científicos. Para alguns gêneros pode resultar útil dar também o nome da família e/ou categoria taxonômica mais elevada.

Reativos
Os nomes genéricos de reativos químicos e os nomes comuns deverão escrever-se em letra minúscula.

Gens
As designações dos gens deverão ser escritas em letra cursiva maiúscula para o tipo silvestre e minúscula para o tipo mutante; as designações das proteínas deverão ser escritas em letra maiúscula normal.

BIBLIOGRAFIA

Deverá conter todas as citas do texto, exceto as comunicações pessoais.

Exemplos:

a.- Revista

Sobrenome e iniciais do autor (se fossem vários autores, separar com vírgulas), ano de publicação, entre parêntesis, título do trabalho, nome abreviado da revista, volume, páginas inicial e final.

Gelvin S.B. (1998) The introduction and expression of transgenes in plants. Curr. Opin. Biotechnol. 9: 227-232.

Johnston S.A., den Nijs T.M., Peloquin S.J., Hanneman Jr. R.E. (1980) The significance of genic balance to endosperm development in interspecific crosses. Theor. Appl. Genet. 57: 5–9.

b.- Livro
Sobrenome e iniciais do autor (se fossem vários autores, separar com vírgulas), ano de publicação entre parêntesis, título do livro, editora e lugar de edição.

Baselga I.M., Blasco M.A. (1989) Mejora genética del conejo de producción de carne. Editorial Mundi-Prensa, Madrid, España.

c.- Capítulo de livro
Sobrenome e iniciais do autor (se fossem vários autores, separar com vírgulas), ano de publicação entre parêntesis, título do capítulo, sobrenome e iniciais do(os) eeditor(es) do livro, editora e lugar de edição, páginas inicial e final.
Lenz L.W., Wimber D.E. (1959) Hybridization and inheritance in orchids. In: Withner C.L. (Ed.) The orchids, a scientific survey. Malabar Krieger, Florida, pp. 261-314.

d.- Tese
Sobrenome e iniciais do autor, ano de publicação entre parêntesis, título da tese, tipo de tese, Universidade, lugar de publicação. 

 

Neal K.C. (1998) Characterization of the organization and paramutagenicity of the maize R-marbled allele. M.S. thesis, Virginia Commonwealth University, Richmond, Virginia.

e.- Comunicação em evento científico (só se for imprescindível)

Lerner S.E., Arrigoni A., Rogers W.J. ¿Cuál es el rol de la variabilidad genética en la sustentabilidad del sistema trigo? Comunicaciones Libres XXXVII Congreso Argentino de Genética, 21-24 setiembre 2008, Tandil, Buenos Aires; p. 33.

f.- Páginas de internet
Aphis (2010) http://www.aphis.usda.gov/brs/ph_permits.html (accessed February 2010).

Nota: Não se deve incluir informação adicional ou não solicitada.

Quadros ou tabelas
Deverão prepar-se em folhas separadas, numeradas com números arábigos, ser citadas e como tais no texto (não devem ser incluídas no mesmo).

Os títulos deverão situar-se encima do quadro, escrever-se em letra minúscula com a primeira palavra começando com maiúscula, ser auto-explicativos e não sugerir a interpretação dos dados.

As unidades e os parâmetros estatísticos deverão estar claramente explicados no corpo do quadro ou nas notas ao pé da mesma.

O número de linhas em cada quadro deverá reduzir-se ao mínimo; geralmente são suficiêntes três linhas horizontais: uma na parte superior debaixo do título da tabela e sobre o encabeçamento das colunas, a segunda debaixo do encabeçamento das colunas, e a terceira na parte inferior, ao longo da última fila e por cima de qualquer tipo de nota ao pé. Deve-se evitar o uso de linhas verticais, a menos que seja estritamente necessário.

As notas ao pé da tabela se indicarão com super-índices em letra minúscula.

As tabelas de um mesmo trabalho deverão ser, se possível, uniformes em formato. Deverão numerar-se em forma independente das figuras.

Figuras
Inclúem desenhos, fotografias e gráficos. Deverão  presentar-se em folhas separadas, ser numerados com números arábigos, e citar-se como tais no texto (não devem ser incluídas no mesmo).

Os títulos deverão ser auto-explicativos e situar-se por fora da figura, na parte inferior, seguidos das descrições (se correspondesse).

Os gráficos devem representar os dados de forma simples e fácilmente comprehensível e usar-se só para resumir dados de forma mais efetiva que as palavras.

Para as microfotografias, o aumento deverá indicarse com uma barra de escala dentro das mesmas; o tamanho da barra, por sua vez, deverá indicar-se no título e não na mesma microfotografia. Quando se utilizem os mesmos aumentos para várias imagens que conformam uma figura, é recomendável usar só uma  barra de escala.

As figuras podem ocupar, em largo, uma ou ambas as duas colunas de uma página (7,5 o 15,0 cm, respetivamente).

Preparação dos arquivos de figuras
As figuras deverão enviar-se em arquivos individuais em qualquer um dos formatos de arquivo preferíveis: Encapsulated Post-Script (EPS) ou Tagged Image Format (TIF). Sugere-se que os gráficos e desenhos de linhas em branco e preto se guardem como arquivos EPS utilizando, por ex., o programa Corel Draw, já que a eventual manipulação do tamanho das imagens não compromete sua qualidade.

Como alternativa, os gráficos podem ser guardados como arquivos PDF com ressolução de 600 ppi (pixels per inch) ou, melhor, no tamanho final. As imagens em meios tons ou fotográficas deveriam ser guardadas como arquivos TIF com ressolução mínima de 300 ppi no seu tamanho final. Recomenda-se que as combinações de figuras ou trabalhos artísticos que contenham fotografias e texto, se guardem como arquivos EPS, arquivos PDF com ressolução de 600 ppi ou, melhor, no tamanho final.

Licênças: É somente responsabilidade do(os) autor(es) a obtenção das correspondentes licênças de editoriais ou outros, em caso de que se reproduzam materiais com Direito de Autor (por ex. figuras ou quadros publicados).

 

 

Envio de manuscritos

 

Os manuscritos deverão ser enviados através da editorjbag.envio@gmail.com.

Acompanhando o envio, o autor para correspondência deverá redigir nota ao Editor Geral solicitando a consideração do trabalho para publicação. Na mesma, pode explicar de forma breve o objetivo do trabalho e  porquê considera que pode resultar de interesse para o leitor médio de JBAG, propõr um editor associado e até quatro possíveis revisores do país ou do exterior, e dispensar ou recusar possíveis revisores, com clara fundamentação. Para os trabalhos experimentais e os que involucrem estudos em seres humanos, o autor para correspondência deverá enviar junta uma segunda nota na que declare –segundo corresponda- que na sua realização foram respeitados os direitos das pessoas e/ou animais, com ajuste às normas éticas universalmente consensuadas ao respeito, e que não se ha gerado impacto ambiental desfavorável.

O Editor Geral por si só ou em consulta com o Comitê Editorial decidirá se o trabalho está dentro da abrangência da revista e se formalmente é aceitável (contêm todas as seções, se respeitam as normas fixadas, está escrito em bom inglês ou espanhol, segundo corresponda, entre outros).

Se o trabalho tivesse problemas formais, se devolverá ao autor para  correspondência, a fim de que os solucione antes de ser enviado a revisão. Se não houvesse problemas formais importantes, o Editor Geral contatará ao Editor Associado que considere mais idôneo para o trabalho previsto, evitando possíveis conflitos de interesses. O Editor Associado, por sua vez, contatará a dois revisores (como mínimo) e, sobre a base das evaluações dos mesmos, elevará ao Editor Geral uma das seguintes recomendações:

1. Aceitável na sua atual versão
2. Aceitável com correcções menores
3. Re-considerável depois de correcções maiores
4. Não aceitável.

Para o caso (3) se consultará aos revisores para ver se estão dispostos a evaluar a versão revisada. Se a resposta é negativa, dita versão se enviará a novos revisores.

A decisão final sobre a aprovação do trabalho será responsabilidade do Editor Geral.

 

 

[Home] [Sobre esta revista] [Corpo editorial] [Assinaturas]


2014 Sociedad Argentina de Genética

Rodríguez Peña 36, 6° A
C1020ADB - Ciudad Autónoma de Buenos Aires
República Argentina

Tele/Fax: (54-011) 4372-8961

www.sag.org.ar
logo
sagenetica@gmail.com

SciELO Argentina URL: http://www.scielo.org.ar/scielo.php?script=sci_serial&pid=1852-6233&lng=pt&nrm=iso